Playstation 4 pirata chegou ao Brasil.

Playstation 4 pirata chegou ao Brasil.

O capitalismo é assim mesmo: se há demanda forte por algo, não tardará muito para que apareçagente ofertando tal serviço ou produto. E se parece funcionar, não vai faltar quem compre.

O PlayStation 4 é de longe o console mais bem sucedido da História, quando falamos nas vendas de hardware em seus primeiros 18 meses de vida. Tamanho sucesso torna o console alvo de muitos golpes, alterações e modificações. A modificação mais procurada, de longe, é a que torne possível rodar os jogos de graça. Pura pirataria. Aqui no Brasil, os defensores da Lei de Gérson e dos jogos piratas chamam isso de “desbloqueio” ou “destrava”.

Pois bem, aparentemente russos conseguiram “destravar” o PlayStation 4 com o Raspberry Pi e tal técnica foi importada por alguns estabelecimentos que oferecem assistência técnica duvidosa para o console da Sony.

Em 500 GB cabem poucos jogos, então esse acessório da Nyko pode utilizar um HD comum maior que isso (crédito: Tom’s Guide)

Segundo o apurado pelo UOL Jogos, há estabelecimentos na Rua 25 de Março (centro de São Paulo) que cobram de 300 a 400 reais para “desbloquear” o PS4 e rodar jogos a preços muito inferiores aos cobrados nas lojas. Aproveitando-se do recurso nativo de compartilhar jogos entre contas legítimas da PSN, e através de modificações no hardware e software, tais estabelecimentos podem colocar até 10 lançamentos no HD do console.

Como funciona?

A loja no caso clona um console com os tais jogos, comprados de forma legítima, para outro console. E tal destrava permite inclusive que o PS4 fruto de clonagem possa atualizar as cópias piratas dos jogos instalados no HD, inclusive rodando jogos multiplayer online sem ninguém incomodar.

Enjoado dos jogos? Sem problema: basta pagar mais 50 reais por cada novo jogo clonado, embora tenha de sacrificar algum já existente no HD pois o espaço de armazenamento de ambos os consoles (o original e o clone) na modificação por enquanto é limitado ao HD original de 500 GB.

Como cada jogo lançado no Brasil pode chegar a R$ 199 logo no respectivo lançamento, pode parecer bem tentador para os entusiastas da cultura da pirataria submeter um console de até 4 mil reais a esse tipo de intervenção.

logo2
Acessem nosso site: www.cheatgames.com.br

fonte: Meiobit